Depoimentos Carinhosos

Cartinha de Henrique Cegi à equipe da Santa Helena

No dia 19 de setembro de 2008, foi-me dito que o Henrique teria que nascer! Senti o mundo desabar. Como era possível? Tão cedo! O meu bebê estava com 35 semanas de gestação, quando numa ecografia de rotina verificou-se que eu estava sem o líquido amniótico.

Eu, Henrique, nasci neste hospital no dia 20 de setembro de 2008 as 8.01h, num sábado cheio de sol, com 2.615 kg e medindo 46 cm.

Não pude ir para casa. Tinha trocado o conforto da barriguinha da minha mãe, por uma caminha na UTIN, onde passei 11 dias.

Nasci estável, mas com pouco tempo fui ficando cianótico e foi preciso usar oxigênio para me ajudar a respirar. Em seguida foi descoberto que um dos canais do meu coração não estava fechado, necessitando ficar entubado e me alimentar através de sonda.

Tive uma insuficiência renal crônica devido a uma hidronefrose e ureterocele, necessitando então de cirurgia de correção da válvula posterior que para desespero dos meus pais, não podia ser realizada aqui em Aracaju, pois não existiam recursos para esse tipo de cirurgia. Então fui para encaminhado para Salvador, onde passei mais três dias na UTIN.

Meus pais ficaram muitos preocupados, e apesar dessa imensa angústia, quando olharam para mim eu senti todo amor, carinho e esperança que eles a mim depositavam. Isso me ajudou muito! Começou então para nós, um período de vida. Um dia de cada vez, com muitos altos e baixos, triunfos e contratempos.

O cenário de uma unidade de tratamento intensivo neonatal não é dos melhores. A quantidade de fios, sondas, monitores e alarmes sempre a tocar são arrepiantes. Mas a dedicação, competência e carinho de todos: Enfermeiros, Médicos, Psicólogos, Terapeutas e Auxiliares, são reconfortantes, pois não podíamos estar em melhores mãos.

Após 15 dias pude então reconhecer o meu primeiro lar.

Agradeço a Deus, por ter me protegido desde o ventre da minha mãe, a Dra. Patricia Ishi por confiar em mim, às enfermeiras e auxiliares da enfermagem, pela paciência e dedicação, aos amigos e parentes pelas orações, enfim a toda equipe da Maternidade Santa Helena que de alguma forma fizeram parte da minha vida.

As mães que hoje se deparam com seus tesouros na UTIN, não admitam que o desânimo se aposse das suas energias. Eleve-se acima da tempestade através da oração. Lembre-se que Deus é o autor de todo o bem.

Hoje, com dois meses e quinze dias me encontro forte e lindo com 4.700kg e 54 cm.

Henrique Cegi - Aracaju, 4/12/2008

Clínica Santa Helena - Rua Frei Paulo, 331 - Aracaju/SE - Telefone: (79) 3216-1400
Acompanhe a Clínica Santa Helena no Facebook